quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Kind of Blue



Só quem já escutou Kind of Blue (e digo escutar não no meio de um monte de conversa numa festa, mas realmente parar para prestar atenção) sabe que é quase impossível traduzir em palavras o som e o sentimento que sai dos sulcos daquele disco (sim! eu tenho em LP! E também CD, MP3... para todos os momentos e circunstâncias).

E saiu em português mais um livro sobre o álbum. Deixarei aqui só uma pequena citação sobre o mítico disco gravado no já distante ano de 1959:

"Se não podia ser imitado, o que aconteceu com o álbum foi algo muito mais interessante, um efeito que só pode ser entendido em retrospecto. A atmosfera de Kind of Blue - lenta, sedutora, sombria, meditativa, luminosa - tornou-se inescapável. Era como se Miles Davis tivesse encontrado algo mais profundo do que um mero apreço generalizado por um tipo de música em particular. Davis descobrira o desejo de mudar a paisagem da vida." Richard Williams. Kind of Blue: Miles Davis e o álbum que reinventou a música moderna. Rio de Janeiro: Casa da palavra, 2011, Pág. 08.


"Mudar a paisagem da vida". Parece bastante adequado para um geógrafo, não?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui. Lembre-se: mensagens ofensivas e trollagens podem ser sumariamente apagadas.